SEGURANÇA

SEGURANÇA

Estamos todas preocupadas com a segurança no trabalho. Clubes podem ter falta de segurança, caras podem tentar nos seguir até em casa, e todas nós ouvimos falar sobre meninas sendo assaltadas ou agredidas. Claro, é verdade que o dinheiro pode nos colocar umas contra as outras, já que todas nós temos contas para pagar, mas quando a situação exige, dançarinas devem cuidar umas das outras. Se você tiver uma experiência negativa não tenha medo de pedir ajuda e alertar outras sobre o problema. Estar ciente das preocupações com a segurança é o primeiro passo para resolvê-las.

No Clube

Muitas de nós nos sentimos inseguras no trabalho quando clientes desordeiros tentar violar nossas fronteiras físicas. Não importa se o cliente diz que outras meninas fazem aquilo ou diz ser amigo do dono do clube. Se você se sentir insegura, confie em sua intuição e chame a segurança.

• Não hesite em recusar um cliente se você tem um pressentimento ruim dele.

• Não tenha medo de lembrar aos clientes que existem câmeras e pessoal de segurança em todo o clube.

Eu digo ‘Não faça isso! Você está querendo que eu seja demitida?”quando os clientes ficam muito pegajosos. Dessa forma, parece que está vindo da gerência, não de mim. – Julie

 

• Se você se sente à vontade para falar com a gerência no seu clube, deixe-os saber se um determinado cliente lhe causa problemas. Muitos gerentes vão respeitar seus limites se você for clara sobre eles.

• Seja cautelosa ao dar o seu nome verdadeiro e número de telefone, e nunca diga aos clientes onde você mora.

• Tente ter uma noção do que é esperado na sala de champanhe do seu clube. Muitas vezes os clientes podem esperar ou exigir mais contato físico na sala de champanhe e a gerência pode estar disposta a fechar os olhos ou fazer-se de cega – ou tomar o lado do cliente – porque eles estão recebendo uma parte do dinheiro.

Uma vez eu estava na sala de champanhe com esse cara e ele estava sendo tão pegajoso que eu tive que lutar com ele. No final, ele pediu o dinheiro de volta. Eu pensei que o gerente iria ficar do meu lado, mas ele me disse para não voltar para trabalhar se eu não estivesse disposta a fazer o que os clientes queriam na sala de champanhe. – Zoe

 

Se você acha que a gerência ou pessoal da segurança em seu clube não se preocupa com sua segurança pessoal, você pode querer tentar um clube diferente.

Saindo Do Clube

Quando você sair do clube, esteja ciente de seu entorno ou ande com outras dançarinas ou empregados para maior segurança. Tenha sempre números de telefone de transporte no caso de você decidir usá-los. Isto é importante se você se encontra em uma situação onde você tenha bebido ou não tenha certeza se você pode chegar em casa com segurança. Se você estiver esperando por um serviço de taxi ou uma carona, espere dentro do clube até que o carro chegue.

Quando está tarde ou super quieto lá fora, às vezes eu ando no meio da rua, em vez de na calçada. – Donna

 

Eu fico com o telefone na minha mão, pronta para discar para um contato de emergência, se eu precisar. – Monique

 

“Antes de um turno, eu sempre me certifico de que um amigo conheça meu horário daquele dia. Assim que eu chego em casa, eu lhe mando uma mensagem dizendo que eu cheguei bem. – Stacey,

 

Eu fiz uma aula de autodefesa chamada Autoconsciência Feminina. Foi super capacitadora e me fez mais consciente do que me rodeia e como me comportar em situações diferentes. – Vera

 

Compartilhe estas dicas de segurança com as amigas, sejam elas dançarinas ou não. Além disso, confira nossa seção de recursos para as aulas de autodefesa gratuitas e apoio se você for atacado ou for vítima de um crime.


Violência Doméstica
Sabemos que a violência não acontece apenas nos clubes. Nós todos conhecemos dançarinas que tiveram parceiros abusivos ou que tiveram problemas com namorados e outros membros da família. Lembre-se, ninguém tem o direito de bater ou abusar de você em lugar nenhum, em hora nenhuma. Se você se encontrar em tal situação, confira a seção de recursos para onde obter apoio.